A agência Associated Press (AP), em parceria com com a produtora britânica Movietone, lançou mais de meio milhão de cinejornais do início do século XX em dois canais no YouTube.

A coleção de mais de 550 mil filmetes digitalizados data desde 1895 até os dias atuais e reivindica ser o maior conteúdo histórico jornalístico já carregado na plataforma de compartilhamento de vídeos. Depois do Pathé, que disponibilizou milhares de cinejornais históricos no YouTube em 2014, desta vez uma nova contribuição ao conteúdo livre é feita por acervo histórico gigantesco da agência de notícias norte-americana.

Os cinejornais, exibidos nos cinemas antes dos filmes principais, eram a principal fonte de notícias visuais para grande parte do mundo, inclusive o Brasil, até a consolidação da televisão, nos anos 1960.

A AP disse que os dois canais agirão como uma espécie de enciclopédia visual sob demanda para oferecer “uma perspectiva única sobre os momentos mais significativos da história moderna”.

A coleção registra momentos, pessoas e acontecimentos importantes que ajudaram a moldar o mundo. Inclui imagens do terremoto de São Francisco em 1906, o bombardeio de Pearl Harbor, em 1941, o líder fascista Benito Mussolini fazendo um apelo à “paz mundial” em 1931, e londrinos saudando o então embaixador alemão fazendo a saudação nazista em 1936.

Há também uma abundância de conteúdo de celebridades, incluindo Charlie Chaplin e sua esposa Paulette Goddard em lua de mel em 1936, Marilyn Monroe em Londres na década de 1950 e a raquítica modelo Twiggy na década de 1960.

Alguns eventos são tão recentes quanto a vez em que o então presidente dos EUA, George W. Bush, teve de se abaixar para escapar de um sapato jogado por um jornalista iraquiano numa coletiva em Bagdá, em 2008.

“O arquivo de curta-metragens da AP, combinado com a coleção da britânica Movietone, cria uma viagem visual incrível por pessoas e eventos que moldaram a nossa história. Na AP, ficamos sempre espantados com a grande diversidade de filmagens a que temos acesso e fazer upload para o YouTube significa que, pela primeira vez, o público pode desfrutar de alguns dos momentos mais antigos e mais notáveis ​​da história”, disse o diretor do arquivo internacional da AP, Alwyn Lindsey.

O conteúdo também inclui esporte, entretenimento, desastres naturais, tecnologia e alguns dos momentos mais bizarros da História.

Os dois canais podem ser acessados aqui: