Busca

Agências de Notícias

blog sobre agências de notícias e temas relacionados

Categoria

Opinião e Análise

Agências de notícias: elos na cadeia de responsabilidade da mídia atual

Este artigo foi originalmente publicado no jornal Daily Sabah, da Turquia, na coluna Canto do Leitor, na última segunda-feira (20/2).

por İbrahim Altay*

Se olharmos para as forças motrizes nos meios de comunicação, não há dúvida de que as agências de notícias estão bem no alto na lista. Com o grande volume de conteúdo que elas fornecem, combinado com um extensivo trabalho de apuração e a ampla rede de fontes jornalísticas que têm a oferecer, é claro que as agências de notícias se tornaram uma parte essencial das fontes para a mídia de hoje em dia. Continuar lendo “Agências de notícias: elos na cadeia de responsabilidade da mídia atual”

Uma agência de notícias para quem não sai no jornal

Aqui no blog a gente fala muito sobre agências de notícias que são grandes empresas, que faturam na ordem dos milhões de dólares, com clientes do mundo corporativo, penetração no setor financeiro, equipamentos de alta tecnologia e de última geração, sistemas de gestão de informação caríssimos e personalizados, sediadas em arranha-céus de vidros espelhados localizados nas metrópoles ricas do centro do capitalismo. Continuar lendo “Uma agência de notícias para quem não sai no jornal”

A imprensa perdeu poder para o mundo das finanças, diz fundador da IPS

O jornalista italiano Roberto Savio (Roma, 1934) é co-fundador da agência de notícias Inter Press Service (IPS), que estabeleceu em Roma, em 1964, junto a Pablo Piacentini. Seu propósito sempre foi fornecer uma cobertura do noticiário internacional pela perspectiva do “Terceiro Mundo”, os países mais pobres do planeta, hoje chamados de Sul Global. De início, usavam a experiência profissional de jornalistas exilados pelas ditaduras na América Latina, África e Ásia. Embora atualmente a IPS tenha reduzido seu potencial de cobertura e sua clientela, continua ativa e operante. Continuar lendo “A imprensa perdeu poder para o mundo das finanças, diz fundador da IPS”

O mistério da agência DTM

Quem leu o livro História dos Jornais no Brasil, primeiro volume da trilogia que Matías Molina está lançando sobre a imprensa brasileira, e se esbaldou com um capítulo inteiro dedicado ao setor das agências de notícias no país, deve ter passado batido sobre três letrinhas que ele apenas menciona na página 427: DTM. Continuar lendo “O mistério da agência DTM”

Storyful – uma agência de notícias?

“When your audience has unlimited choices, which content will they choose to engage with? Storyful gives you the power to find the most engaging, authentic and inspiring stories on the social web.”

A citação acima descreve o ambiente de rede e sua capacidade de oferecer uma imensa gama de opções aos usuários, o que acaba por criar dúvidas e angústia sobre as escolhas a serem feitas. O problema, no entanto, ganha solução na frase seguinte com a função do Storyful: dar ao usuário o poder de encontrar as “histórias mais envolventes, autênticas e inspiradoras” que surgirem a partir das mídias sociais.

Continuar lendo “Storyful – uma agência de notícias?”

O que a AP quer com os vídeos 360º?

(por Pedro Aguiar*)

Até junho, vinha sendo apenas um experimento: a agência norte-americana Associated Press tinha produzido somente dois produtos do que tem chamado de “vídeo 360 graus”, ou “vídeo de realidade virtual” ou ainda, num termo mais preciso, “vídeo imersivo”. Desde então, a produção acelerou: ao todo, oito vídeos foram lançados só este ano. A tecnologia usa câmera de lentes múltiplas em formato esférico para captar imagens em movimento que, ao executar, são rotacionáveis em todos os ângulos enquanto o vídeo roda. Ainda é uma novidade, mas vem ganhando aplicações profissionais na mídia em alguns produtos específicos, especialmente de cunho publicitário. Continuar lendo “O que a AP quer com os vídeos 360º?”

Por que a geração automatizada de notícias é estratégica para agências?

por Pedro Aguiar*

A polêmica começou recentemente e, pelo menos até meados de 2016, continua restrita a alguns círculos especializados: o que é o tal “jornalismo automatizado” e quais as suas implicações para a profissão, o setor, a indústria e o mercado? Textos de notícias gerados automaticamente são jornalismo? É ético trocar a redação feita por mãos e cérebro humanos por algoritmos que identificam lides a partir de tabelas de dados e produzem textos sintaticamente corretos, ainda que talvez sem originalidade nem contexto? O impacto sobre a profissão será significativo? Jornalistas serão demitidos e substituídos por máquinas de redação robotizada? Continuar lendo “Por que a geração automatizada de notícias é estratégica para agências?”

Bicentenário do nascimento do fundador da Reuters

Hoje, 21 de julho de 2016, completam-se 200 anos desde o nascimento de Israel bere Josaphat, o judeu alemão de Cassel que, trinta anos depois, mudaria-se para Londres e trocaria de nome para Paul Julius Reuter (1816-1899), com o qual batizaria a agência de notícias que fundou e que cresceu para se tornar a maior do mundo. Continuar lendo “Bicentenário do nascimento do fundador da Reuters”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑