Busca

Agências de Notícias

blog sobre agências de notícias e temas relacionados

mês

julho 2016

O que a AP quer com os vídeos 360º?

(por Pedro Aguiar*)

Até junho, vinha sendo apenas um experimento: a agência norte-americana Associated Press tinha produzido somente dois produtos do que tem chamado de “vídeo 360 graus”, ou “vídeo de realidade virtual” ou ainda, num termo mais preciso, “vídeo imersivo”. Desde então, a produção acelerou: ao todo, oito vídeos foram lançados só este ano. A tecnologia usa câmera de lentes múltiplas em formato esférico para captar imagens em movimento que, ao executar, são rotacionáveis em todos os ângulos enquanto o vídeo roda. Ainda é uma novidade, mas vem ganhando aplicações profissionais na mídia em alguns produtos específicos, especialmente de cunho publicitário. Continuar lendo “O que a AP quer com os vídeos 360º?”

Anúncios

Por que a geração automatizada de notícias é estratégica para agências?

por Pedro Aguiar*

A polêmica começou recentemente e, pelo menos até meados de 2016, continua restrita a alguns círculos especializados: o que é o tal “jornalismo automatizado” e quais as suas implicações para a profissão, o setor, a indústria e o mercado? Textos de notícias gerados automaticamente são jornalismo? É ético trocar a redação feita por mãos e cérebro humanos por algoritmos que identificam lides a partir de tabelas de dados e produzem textos sintaticamente corretos, ainda que talvez sem originalidade nem contexto? O impacto sobre a profissão será significativo? Jornalistas serão demitidos e substituídos por máquinas de redação robotizada? Continuar lendo “Por que a geração automatizada de notícias é estratégica para agências?”

Boletim da semana: 17 a 23 de julho de 2016

A partir desta semana, o blog Agências de Notícias inaugura uma seção aos sábados com notas curtas sobre o que aconteceu no setor ao longo da semana, no Brasil e no mundo. Os leitores também podem enviar contribuições para os editores do blog, no formulário de Contato. Continuar lendo “Boletim da semana: 17 a 23 de julho de 2016”

Artigo compara agências de notícias dos BRICS

A revista Brazilian Journalism Research (BJR) deste mês traz um artigo acadêmico, escrito por um dos editores deste blog, que compara os modelos de agências de notícias nacionais adotados pelos cinco países do bloco BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, concluindo que o formato brasileiro é sui generis, ou seja, atípico. Continuar lendo “Artigo compara agências de notícias dos BRICS”

Bicentenário do nascimento do fundador da Reuters

Hoje, 21 de julho de 2016, completam-se 200 anos desde o nascimento de Israel bere Josaphat, o judeu alemão de Cassel que, trinta anos depois, mudaria-se para Londres e trocaria de nome para Paul Julius Reuter (1816-1899), com o qual batizaria a agência de notícias que fundou e que cresceu para se tornar a maior do mundo. Continuar lendo “Bicentenário do nascimento do fundador da Reuters”

Uma história da Agência Brasil desde tudo que veio antes dela

A Agência Brasil, agência de notícias nacional do país, foi criada oficialmente em 1990, no governo de Fernando Collor. Mas, desde mais de meio século antes, já havia no Brasil iniciativas precursoras de agências nacionais, a serviço da sociedade brasileira e geridas pelo Estado – mais especificamente, pelo governo federal. É essa visão que dois pesquisadores acadêmicos defendem em um novo artigo apresentado recentemente: “Da Agência Nacional à Agência Brasil: o jornalismo de agências e o Estado brasileiro“. Continuar lendo “Uma história da Agência Brasil desde tudo que veio antes dela”

O papel das agências de notícias e o novo ecossistema de informação

por Homero Vianna*

As agências de notícias são um objeto empírico desafiador para os estudos do jornalismo e das comunicações no século XXI. O impacto das novas tecnologias para a distribuição de notícias afetou não apenas a forma como o jornalismo é produzido, mas também como é percebido (GRIESSNER, 2012, p.4). Um vetor-chave para este movimento são as mídias sociais. Continuar lendo “O papel das agências de notícias e o novo ecossistema de informação”

Reuters reduz cobertura de esportes às vésperas da Rio2016

A agência Reuters anunciou uma redução drástica em sua cobertura esportiva às vésperas do início dos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, anunciou o blog The Baron, dos funcionários da empresa anglo-canadense.

Segundo o blog, a Reuters “está reduzindo drasticamente” a sua cobertura de esportes “por causa da falta de pessoal”. Alguns esportes não serão mais cobertos e a equipe de jornalistas que vem ao Rio de Janeiro em agosto será apenas “uma fração do tamanho” dos Jogos anteriores, em Londres – sede da agência.

Continuar lendo “Reuters reduz cobertura de esportes às vésperas da Rio2016”

Anadolu sustenta cobertura do golpe frustrado na Turquia

É comum, na lógica dos golpes militares, ocupar emissoras de rádio e de TV como parte da tática de surpreender o inimigo e controlar as informações veiculadas com rapidez, inclusive para disseminar manifestos e transmitir à opinião pública a aparência de game over, de que já se tomou o controle de tudo e de que é inútil resistir. Os militares que tentaram derrubar o governo da Turquia na última sexta-feira, 15 de julho, seguiram o script: ocuparam a TRT, radiotelevisão pública do país, o Kanal D, privado, e a redação do jornal Hürriyet, além de tentarem invadir a redação da CNN Türk, de onde acabaram expulsos à força pelos jornalistas e técnicos. Continuar lendo “Anadolu sustenta cobertura do golpe frustrado na Turquia”

Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Acima ↑