Busca

Agências de Notícias

blog sobre agências de notícias e temas relacionados

Tag

Xinhua

A Xinhua não é só uma agência. É um órgão do Partido Comunista Chinês. É também um órgão regulador de meios de comunicação, nacionais e estrangeiros, na China. É ainda dona de um conglomerado de mídia no país, sendo proprietária de mais de 20 jornais, mais de dez revistas, rádio, televisão, editora e um portal, Xinhuanet. É tudo isso, e também uma agência de notícias. Como se não bastasse, a Xinhua (que, em mandarim, quer dizer “Nova China”) é um gigante com mais de 10 mil funcionários (a Reuters, por comparação, tem 1,3 mil) e ainda investe em outros setores, como tecnologia de informação, assessoria de comunicação e – sério! – construção civil. Assim como outras agências nascidas no contexto de guerra, ela foi fundada durante a Longa Marcha de Mao Tsé-tung para divulgar os atos dos comunistas chineses, que enfrentavam os nacionalistas do Kuomintang e os invasores japoneses. Permaneceu como um braço de comunicação do PC chinês até a vitória da Revolução, em 1949, quando foi transformada em agência oficial do país.

Agências da Ásia evocam responsabilidade da mídia contra terrorismo

Em reunião da Organização das Agências de Notícias da Ásia-Pacífico (OANA) nesta quarta-feira (3/5) em Beirute, capital do Líbano, os representantes das agências-membros emitiram uma declaração apelando à responsabilidade dos veículos de comunicação em não dar publicidade aos discursos de grupos terroristas. Continuar lendo “Agências da Ásia evocam responsabilidade da mídia contra terrorismo”

Anúncios

Começa hoje o 5º Congresso Mundial das Agências de Notícias

A cidade de Baku, capital do Azerbaijão, sedia hoje e amanhã o 5º Congresso Mundial de Agências de Notícias, o principal evento do setor. Mais de cem dirigentes de agências de notícias estatais e privadas do mundo são esperados no encontro, que acontece a cada três anos. A edição deste ano é organizada pela AzerTAc, a agência nacional do Azerbaijão, com o apoio da Fundação Heydar Aliyev, presidida pela primeira-dama do país. Continuar lendo “Começa hoje o 5º Congresso Mundial das Agências de Notícias”

Artigo compara agências de notícias dos BRICS

A revista Brazilian Journalism Research (BJR) deste mês traz um artigo acadêmico, escrito por um dos editores deste blog, que compara os modelos de agências de notícias nacionais adotados pelos cinco países do bloco BRICS – Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, concluindo que o formato brasileiro é sui generis, ou seja, atípico. Continuar lendo “Artigo compara agências de notícias dos BRICS”

Rússia sediará reunião de cúpula de grandes agências

A agência de notícias russa TASS anunciou que vai sediar uma reunião com os presidentes e CEOs das maiores agências internacionais de 24 países durante o Fórum Econômico Internacional de São Petersburgo (SPIEF, na sigla em russo e em inglês), que acontece de quinta a sábado (16 a 18 de junho de 2016) nessa cidade. Continuar lendo “Rússia sediará reunião de cúpula de grandes agências”

Governo e PT pagam a conta por não terem investido em agência de notícias

(por Pedro Aguiar)

Os correspondentes que cobrem a crise política brasileira agora já entendem um pouco melhor os meandros do nosso sistema – único, singular, ímpar no mundo. Quando começaram a mandar matéria, no segundo semestre do ano passado, a maioria estava mais perdida que cego em tiroteio. Mesmo alguns que já estão baseados no país há anos tiveram certa dificuldade, no início, para explicar como é que uma presidente sabidamente ilesa de qualquer acusação de corrupção estava sofrendo impeachment por causa de uma tecnicalidade contábil e não por nada objetivamente relacionado ao escândalo da investigação em curso. Continuar lendo “Governo e PT pagam a conta por não terem investido em agência de notícias”

Presença da agência Xinhua na África é crescente mas antiga, diz estudo

A penetração econômica da China em países africanos extrapolou os setores produtivos de indústria, mineração e agropecuária e já inclui a comunicação, com a expansão da CCTV, da Rádio China Internacional e da Xinhua para o continente, segundo um estudo publicado este mês. Continuar lendo “Presença da agência Xinhua na África é crescente mas antiga, diz estudo”

AFP vai abrir escritório na Coreia do Norte

A agência France-Presse (AFP) anunciou que vai abrir um escritório em Pyongyang, capital da Coreia do Norte, tornando-se a segunda agência de notícias global a estabelecer presença no país, segundo o blog oficial da própria empresa.

A agência francesa assinou em Paris um acordo com a KCNA (Agência de Notícias Central Coreana), estatal norte-coreana, permitindo à AFP abrir um escritório no país onde poucas empresas jornalísticas estrangeiras mantêm bases fixas de operações. A previsão é de que o escritório começará a funcionar em meados de 2016. Continuar lendo “AFP vai abrir escritório na Coreia do Norte”

Xinhua

A Xinhua não é só uma agência. É um órgão do Partido Comunista Chinês. É também um órgão regulador de meios de comunicação, nacionais e estrangeiros, na China. É ainda dona de um conglomerado de mídia no país, sendo proprietária de mais de 20 jornais, mais de dez revistas, rádio, televisão, editora e um portal, Xinhuanet. É tudo isso, e também uma agência de notícias. Como se não bastasse, a Xinhua (que, em mandarim, quer dizer “Nova China”) é um gigante com mais de 10 mil funcionários (a Reuters, por comparação, tem 1,3 mil) e ainda investe em outros setores, como tecnologia de informação, assessoria de comunicação e – sério! – construção civil. Assim como outras agências nascidas no contexto de guerra, ela foi fundada durante a Longa Marcha de Mao Tsé-tung para divulgar os atos dos comunistas chineses, que enfrentavam os nacionalistas do Kuomintang e os invasores japoneses. Permaneceu como um braço de comunicação do PC chinês até a vitória da Revolução, em 1949, quando foi transformada em agência oficial do país.

Continuar lendo “Xinhua”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑