A Rússia e suas agências de notícias estiveram no centro das atenções na semana que passou. Enquanto agências de ex-repúblicas soviéticas no Báltico – especificamente Estônia e Lituânia – cortaram a parceria que tinham com a Sputnik sem aviso prévio nem satisfações, a TASS conduziu boas relações internacionais com a AFP e a Anadolu. Um veterano correspondente da Reuters morreu e a editora-executiva da AP defendeu a legitimidade de usar fontes em off na “Era Trump”. Veja mais no boletim da semana. Continuar lendo “Boletim da semana: 26 de fevereiro a 4 de março de 2017”