A confirmação da identidade do assassino que matou 50 pessoas e feriu outras 53 numa boate gay de Orlando, nos EUA, chegou à imprensa por uma fonte já conhecida: a agência de notícias Amaq.

Por meio dela, os veículos de comunicação norte-americanos e de outros países ficaram sabendo que Omar Mateen, de 30 anos, nascido em Nova York de pais afegãos, era de fato militante do Estado Islâmico, como havia declarado por telefone ao serviço de emergência 911, na Flórida, pouco antes de cometer o massacre na boate Pulse. Continuar lendo “Amaq: a agência de notícias do Estado Islâmico”