A AFP está testando uma modalidade de serviço de infográficos em que ela hospeda a programação e seus clientes apenas fornecem o acesso em suas interfaces, do mesmo jeito como o YouTube faz com vídeos “embedados”. Se isso der certo, pode se espalhar para outros serviços (texto, vídeo, foto), aumentando o controle das agências sobre o conteúdo que fornecem. Enquanto isso, uma interessante enquete da agência Sputnik mostrou que usuários nos países mais pobres escutam mais rádio online que nos países ricos, ao contrário do que poderiam fazer supor a dificuldade de acesso aos aparelhos e o alto custo dos pacotes de dados. Estas e outras estão no nosso boletim da semana.

Continuar lendo “Boletim da semana: 12 a 18 de fevereiro de 2017”