Busca

Agências de Notícias

blog sobre agências de notícias e temas relacionados

Tag

Agencia Americana Telegraphica

Agencia Americana Telegraphica, a primeira agência de notícias do Brasil e da América Latina

(Pedro Aguiar)

Qual foi a primeira agência de notícias do Brasil? Fernando Morais, em sua biografia de Assis Chateaubriand, a ANJ e o Itaú dizem que foi a Meridional, dos Diários Associados, criada em 1931. A ABN (Agência Brasileira de Notícias), fundada em 1924, arroga para si o título em seu perfil no Facebook. Os biógrafos de Cásper Libero e vários dos autores paulistas afirmam que foi a Agência Americana, que teria sido fundada por ele e Raul Pederneiras em 1913 em São Paulo (mas na verdade foi por Olavo Bilac em 1909 no Rio de Janeiro).

Nenhum deles está certo. Continuar lendo “Agencia Americana Telegraphica, a primeira agência de notícias do Brasil e da América Latina”

Agência Americana: quando poetas fizeram jornalismo de agências no Brasil

(Pedro Aguiar)

Às vezes apontada como “a primeira agência de notícias do Brasil”, a Agência Americana (AA) é um episódio quase esquecido na história do jornalismo brasileiro, apesar de ter envolvido grandes nomes da profissão e de ter deixado um legado para o setor da comunicação. Fruto das iniciativas de Olavo Bilac, Martins Fontes, Raul Pederneiras e outros escritores, poetas, jornalistas e intelectuais da República Velha, a AA teve uma história de altos e baixos mas chegou a ser, por algum tempo, a única agência de notícias no país e a que primeiro introduziu alguns cânones do jornalismo de agências para a imprensa nacional. Continuar lendo “Agência Americana: quando poetas fizeram jornalismo de agências no Brasil”

História dos jornais (e das agências) no Brasil

É comum fazerem resenhas de livros, especialmente aqueles que têm forte potencial de servir de fontes para pesquisas acadêmicas. Mas resenha de capítulo, apenas um capítulo separado do resto da obra, é algo mais raro. No entanto, o capítulo 3 da parte IV do livro História dos Jornais no Brasil, de Matías M. Molina (Cia das Letras, 2015, 536 p.), primeiro volume de uma trilogia, merece a distinção. É o primeiro e mais completo segmento já publicado sobre agências de notícias na bibliografia brasileira. Continuar lendo “História dos jornais (e das agências) no Brasil”

Blog no WordPress.com.

Acima ↑