A cidade de Baku, capital do Azerbaijão, sedia hoje e amanhã o 5º Congresso Mundial de Agências de Notícias, o principal evento do setor. Mais de cem dirigentes de agências de notícias estatais e privadas do mundo são esperados no encontro, que acontece a cada três anos. A edição deste ano é organizada pela AzerTAc, a agência nacional do Azerbaijão, com o apoio da Fundação Heydar Aliyev, presidida pela primeira-dama do país.

Até quinta-feira (17/11), representantes de 92 agências e mais algumas empresas de mídia convidadas (como os conglomerados NewsCorp, de Rupert Murdoch, e Axel Springer, da Alemanha, o jornal Los Angeles Times e a TV Al-Arabiya), além da consultoria PriceWaterhouseCoopers, vão se reunir no hotel Marriott Absheron e no Centro Heydar Aliyev para debater o futuro do consumo de conteúdo jornalístico, inovação no jornalismo de agências e o treinamento de jornalistas no cenário de mídias sociais e produção multimídia.

O evento reúne a elite da indústria de distribuição global da informação, além de especialistas em mídia internacional, funcionários da ONU e da UNESCO e representantes de organizações regionais de mídia. O tema deste ano será “Novos Desafios para Agências de Notícias” – o que vem sendo uma tônica dos encontros desde o seu início, graças ao impacto das novas tecnologias sobre o centenário modelo de negócios dessas empresas.

A Agência Brasil, serviço da EBC, não comparecerá este ano, assim como as agências privadas da grande imprensa brasileira – Agência Estado, Folhapress e Agência O Globo. Nenhum representante brasileiro estará presente. Da América Latina, apenas a Prensa Latina (Cuba) e a AVN (Venezuela) enviarão delegados para esta edição.

O NAWC, como é conhecido na sigla em inglês (de News Agencies World Congress) é realizado pelo Conselho Mundial de Agências de Notícias (NACO, na sigla em inglês), fundado em 2004.

“O que esperamos do congresso é que temos mais de 100 agências de notícias de todo o mundo e temos uma agenda profissional fantástica na qual podemos compartilhar ideias, identificar alguns dos desafios que nossas empresas enfrentam e tentar descobrir como podemos enfrentá-los “, disse Clive Marshall, presidente do NACO, citado pela AzerTAc.

Segundo Marshall, os principais temas da programação serão “a segurança dos jornalistas, o profissionalismo do jornalismo e como continuar a promover uma cobertura independente e imparcial em vários países”. Formas de cooperação entre agências de notícias e diferentes plataformas de mídia social também estarão na pauta do congresso.

O Congresso também contará com a assinatura de vários acordos, a eleição para os órgãos executivos do NACO e a adoção de uma declaração final, o que é de praxe. Haverá ainda a apresentação de um álbum de fotos com cerca de 600 imagens das agências participantes nas categorias Notícias, Festivais e Esportes.

O evento publica atualizações em seu site oficial e em sua página no Facebook.

Gestores tanto de gigantes como a Associated Press, a Reuters, a Agence France-Presse (AFP), a Xinhua, a EFE, a ANSA e a DPA são esperados, bem como os de agências nacionais de grande porte como a TASS, Kyodo (Japão), a PA (Reino Unido), a Anadolu (Turquia), a Yonhap (Coréia do Sul), TT (Suécia), AAP (Austrália), IRNA (Irã), TTXVN (Vietnã) e Notimex, entre muitas outras.

Agências menores como a ATA (Albânia), ATPE (Chade), Ukrinform (Ucrânia), SONNA (Somália), PNA (Filipinas), LINA (Libéria), ABP (Benin) e KCNA (Coreia do Norte) também são presença confirmada. O quadro é completado com entidades regionais de agências, como a EANA (Europa), FANA (países árabes) e OANA (Ásia-Pacífico).

A lista completa de participantes está disponível em PDF neste link. A programação completa está disponível aqui.

As edições anteriores do Congresso aconteceram em 2004 em Moscou, na Rússia; em 2007 em Estepona, na Espanha; em 2010 em Bariloche, na Argentina; e em 2013 em Riade, na Arábia Saudita. Cada agência nacional do país-sede fica responsável por organizar o evento e presidir o conselho nos três anos subsequentes. A AzerTAc assumirá a presidência para o período 2016-2019.

Além do Congresso Mundial, o Azerbaijão também sedia a 16ª Assembléia Geral da Organização das Agências de Notícias da Ásia-Pacífico (OANA) e a 22ª sessão do Conselho de Diretores da Agências da Comunidade de Estados Independentes (CEI), entidade de repúblicas ex-soviéticas.